CHORO LIVRE #4

A Netflix revelou na semana passada o trailer do remake de Cavaleiros do Zodíaco. Como sou fã da história de Masami Kurumada, fui correndo assistir.

Sei que a aparição do “cavaleiro” de Andrômeda causou um alvoroço entre os fãs, mas, por ora, não baterei nesta tecla para expressar minha falta de empolgação com o que foi apresentado no vídeo.

Acho que o erro crucial desta “nova” série é o estilo da animação, pois os personagens parecem meio duros. Se fossem estátuas colecionáveis estariam legais, mas, como animação, parecem modelados em massinha e com verniz. O mais engraçado é que a Netflix parece não ter feito uma pesquisa antes, já que há poucos anos o mesmo estilo foi a marca do filme Os Cavalheiros do Zodíaco: A Lenda do Santuário e não agradou.

Os Cavaleiros do Zodíaco merecia uma repaginada mais adulta. A história tem um pano de fundo muito bom, pouco explorado e atemporal. Muitas mitologias descobri e passei a me interessar quando criança por ter assistido aos episódios do anime.

A produtora poderia ter dado um traço mais atual, talvez aumentando a idade dos personagens para termos diálogos mais fortes, colocar mais romance, ação e um ar mais dark.

Pegando o embalo de uma pegada mais atual, falaremos sobre Andrômeda, que não deveria ser mulher. Listei quatro pontos:

  • Shun deveria ser homossexual;
  • Temos as Amazonas, que são personagens fascinantes;
  • Temos as Saintias: guerreiras que são escolhidas para servirem diretamente a Athena sem terem que abdicar de sua feminilidade.
  • Trazer uma nova personagem para o grupo dos cavaleiros (isso mudaria um pouco a essência da história, mas poderia ser feito também).

Screenshot_41.jpg

Os roteiristas poderiam dar mais espaço para as Amazonas, trazer as Saintias para as batalhas com Seiya e seus amigos, e fazer o romance entre Hyoga e Shun, já que mostraram uma certa intimidade no original. Existem tantas constelações que daria para fazer outro grupo de cavaleiros ou “cavaleiras”.

Espero que a nova série tenha coisas boas para mostrar, pois pelo que vimos até agora não será muito bem avaliada.

 

 

Deixe uma resposta