SURVIVOR

Cumé que cês tão, meus confederados?

Acho que todo mundo aqui já jogou ou pelo menos conhece jogos de sobrevivência, mas, se não conhece, são aqueles nos quais você precisa dos elementos básicos para sobreviver: comida, água, abrigo, armas e afins.

O foco aqui são os MMO Survivor Sandbox, ou seja, online, com um monte de gente tendo que sobreviver e com elementos de construção.

Vou dar como exemplo o Rust, o jogo que eu venho jogando ultimamente, mas existem vários outros similares, como Scum, Ark survival evolved e DayZ.

Rust-capa

Um dos grandes problemas desse tipo de jogo é o inicio, balanço e conteúdo para personagens de nível alto ou jogadores experientes em busca de desafios.

O problema do inicio é mais complicado para jogadores sem experiência, pois esses jogos normalmente não têm um tutorial que te prepare para os horrores de um servidor aberto; e a segunda parte desse problema é quando os servidores dão o famoso Wipe, que é a limpeza geral para que todos comecem do zero. Isso, de certa forma, traz um grau de balanço dentro do servidor por um breve momento, mas jogadores com um nível elevado de experiência terão vantagem sobre os outros, o que já é de se esperar, não deixando de ser um saco assim mesmo, pois cada um tem seu estilo e nem sempre as pessoas conseguem lidar com essa “vantagem” e acabam abandonando o server, porque não conseguem evoluir, fazendo com que os servidores fiquem com uma taxa de players muito baixa.

maxresdefault-117

Scum

Segundo problema é o balanço. Como em todo jogo online, balancear os combates (PvP) é difícil, e somente os players com mais experiência sabem tirar proveito disso, fazendo mais uma vez com que os jogadores iniciantes fiquem frustrados com o jogo e parem de jogar. Tudo bem que hoje existem inúmeros videos e postagens pela internet afora que ensinam essas manhas, mas eu sou meio contra esse lance de ter uma arma melhor, um tipo de estilo de jogo melhor que os outros e tudo mundo só utiliza esse, o famoso “meta”. Acredito que a empresa tem a obrigação de balancear as coisas para que vários estilos funcionem e que as pessoas experimentem os que mais lhe agradam, decidindo, assim, qual é a que agrada mais.

Esses jogadores nutella que copiam estilos da internet me dão um ódio no coração que vocês não têm noção.

ark

Ark Survival Evolved

Terceiro e ultimo, o problema do conteúdo de final de jogo. Bem, como vocês sabem, na maioria dos jogos, quando se chega no nível máximo não tem muito mais o que fazer. Nesse tipo de game também não; ou você sai por ai matando todo mundo e destruindo a base dos outros, ou tenta fazer algum PvE, que é jogar contra o que o jogo te dá, sem influência de outros jogadores (até certa parte), algo como uma missão ou invadir algum tipo de área com defesas que o próprio game cria. Esse tipo de interação muitas vezes é vantajosa, pois são nessas áreas ou missões que você consegue equipamento de grau mais elevado para melhorar seu personagem. Só que ai entram os dois problemas anteriores, os players com mais experiência conseguem tudo muito mais rápido e não têm mais o que fazer, entrando na fase de “Não tenho o que fazer, vou ali ferrar com alguém” e sai destruindo tudo e todos pelo caminho. Este processo interrompe os jogadores que estão aprendendo e, em muitos casos, eles abandonam o jogo, gerando outros problemas, e eu teria que ficar aqui horas explorando todos eles.

dayz

Day Z

Enfim, o jogo é bom, o estilo MMO Survivor Sandbox é bom, mas tem suas falhas. Se você é do tipo que não se abala facilmente, vai fundo que a diversão é garantida. Agora se seu estilo é mais casual, te aconselho a procurar por grupos para jogar, assim você não se estressa tanto e aprende mais rápido.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: