S2P #4 Darren Korb

Atenção, meus consagrados e consagradas, vai começar o quarto S2P.

Na coluna de hoje, falaremos sobre a soundtrack de um baita jogo indie, o Transistor.

soundtrack original de Transistor foi feita pelo músico, ator e compositor Darren Korb. O estilo musical dessa OST varia entre eletrônico e post-rock.

Post-rock é um subgênero de rock, uma junção de jazz com musica eletrônica e rock progressivo. E antes que você pergunte, é uma vertente muito legal de ouvir, e, sim, é uma boa combinação. Os melhores exemplos de post-rock é Mogwai, God Is An Astronaut, Sigur Rós e Tortoise.

Esse subgênero musical começou nos anos noventa com o The Velvet Underground, banda do gênio Lou Reed. Boa parte das bandas desse gênero não usam vocais em suas musicas.

Voltando a OST do jogo, pra mim foi a melhor dos jogos indies nos últimos anos. Ela foi indicada ao Games Awards e no IGN’s Best Of 2014, como melhor soundtrack.

Os vocais em The Spin, In Circles, We All Become, Signals, and Paper Boats foram gravados pela Ashley Lynn Barrett, que fez também parceria na soundtrack de Bastion.

maxresdefault

Esse duo é muito bom. Essa soundtrack é aquele tipo que tem uma combinação marcante com o jogo. A OST de Transistor vendeu 48 mil cópias nos dez primeiros dias após o lançamento.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Transistor é um RPG de ação criado e publicado pela SuperGiant Games. O jogo é influenciado por cyber-punk em vários aspectos. A história se passa em Cloudbank, onde uma entidade conhecida como Process roubou a voz de Red, uma cantora da cidade. E para deter e descer a porrada em Process, Red usa uma espada falante chamada Transistor. O sistema de combate do jogo é bem legal, onde você pode usar quatro skills ativas e ao mesmo tempo passivas. E o jogo também tem o sistema Turn(), onde você para o tempo para planejar as suas próximas ações. O jogo foi lançado em 20 de maio de 2014, pra PC e PS4. Ele teve 84/100 no metacritic e 9/10 na IGN.

 

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: